Nunca me esqueço de ti Mano!

fevereiro 25, 2013

31 de Dezembro de 2007

 Eu já disse por aqui, que tenho (sim, tenho, para mim, nunca há-de morrer) um amigo que faleceu com cancro no estômago, em 2010. 
 Ele é o Tiago, o meu mano. Estou a escrever-vos hoje sobre ele, porque fui ler cartas nossas, e ver fotografias. A saudade bateu, claro está. E as lágrimas, essas vieram logo, loguinho em seguida.
 O Tiago, é um exemplo para mim! Temos a mesma idade, os mesmos sonhos, mas ele sempre foi muito mais persistente e lutador que eu. 
 Ele morava em Coimbra, pois era judoca e atleta da AAC. Ele era bom, muito bom mesmo. Quando perdia algum combate, ficava chateado, e fazia tudo para vencer o próximo. Eu estava sempre colada à RTP2, quando ele me mandava mensagens a dizer: "Mana, vê a RTP2, vão dar combates meus". 
 Morávamos longe, ele em Coimbra, e eu no Algarve, mas estávamos sempre muito perto. Falávamos todos os dias, e quando ele vinha cá com os pais, estávamos juntos.
 Acompanhei a doença do Tiago, quase desde o inicio, ele queria vencer. Ele sempre achou que o "monstro", não ia ganhar e ele iria superar e poder participar no Jogos Olímpicos de 2012 em Londres, para os quais já estava qualificado. 
 Foi muito difícil para mim o Verão de 2010. Estava sempre à espera de boas noticias do Tiago.
 Até ao dia 20 de Julho de 2010, dia em que recebi a pior notícia, vinda de um amigo nosso em comum. O Tiago não tinha aguentado, e tinha ido embora. 
 Lembro-me de me agarrar à minha mãe (que muito gostava do Tiago) e dizer: "Já foi mais um". E ela: "O quê?". O Tiago morreu mãe. 
 Há coisas que eu nunca vou entender... Morrem as pessoas de bem, e ficam os trastes, os criminosos, os pedófilos...
 O Tiago tinha 18 anos, ia entrar na faculdade em Setembro, ia aos Jogos Olímpicos em 2012 (o sonho de uma vida), fazia desporto desde os 4 anos, tinha treinos de judo bi-diários, antes das aulas e depois das aulas, era preciso uma grande força de vontade para acordar às 6h, treinar, e ir para as aulas às 08h30. Ainda tinha cabeça para a escola, e mesmo sem estudar muito tinha óptimas notas. Porquê? Porque é que o cancro tinha de o escolher a ele?!?!
 O Tiago, quando descobriu a doença, criou um blog, um blog, onde quando se sentia melhor, escrevia a evolução da doença e o que ia fazendo. E também o criou, para mostrar a todos, que vale a pena lutar. Ele tinha sempre um sorriso na cara, mesmo depois de sair de operações que não tinham corrido como esperado.
 Tiago, ainda sei a nossa música de cor, "Apologize", dos One Republic. 
 Cantávamos sempre esta música na Webcam, enquanto nos ríamos por não sabermos cantar.
 Contínuo com o Tiago muito presente em mim. E contínuo a comunicar com os pais e irmão do Tiago.
 Passe o tempo que passar, és e serás sempre um orgulho para mim Tiago Alves. 
 Adoro-te Mano!!

 O blog do Tiago, que agora é administrado pelo pai: http://ipponforlife-tiagoalves.blogspot.pt/


5 comentários :

  1. Lembro-me perfeitamente dessa situação (moro em Coimbra) e na altura também tive os mesmos pensamentos. Não que deseje o mal a ninguém, mas na maioria das vezes, as pessoas boas e puras, é que têm os maiores reveses na vida.
    Somos criados e ensinados a ter fé, a acreditar num Deus. Mas depois vemos isto e não o conseguimos encontrar em lado nenhum e não achamos resposta para estes porquês.
    Lamento imenso pela perda do teu amigo, e por a perda deste que hoje poderia ser um herói nacional.

    Abraço apertadinho <3

    ResponderEliminar
  2. A vida consegue ser muito injusta!
    Um beijo grande!

    ResponderEliminar
  3. Lamento imenso. Também já perdi muitas pessoas que amava com essa horrivel doença e sei que a dor nunca passa! Temos de nos lembrar dos bons momentos e um dia tenho a certeza que vamos encontrar, onde quer que seja, os nossos queridos que partiram., Força <3

    ResponderEliminar