A Professora

junho 10, 2014

 Ontem tive a última aula do primeiro ano de Expressão Dramática. E não foi uma última aula normal. 
 Nós achávamos que íamos à aula entregar os nossos Diários de Bordo, e veríamos as nossas dramatizações dos dois semestres. E isso aconteceu, mas não foi só.
 Logo no início da aula a professora deu-nos uma folha em branco e disse que iríamos precisar dela. Fiquei logo a achar que nos ia mandar fazer exercícios na última aula. 
 Chegado o momento, explicou-nos que as folhas eram para colocarmos nas costas, em branco. E que teríamos de escrever em cada uma das colegas uma frase, momento, piada, qualquer coisa, que se tivesse passado entre nós e que nos tivesse marcado. Quando a professora disse isso fiquei em pânico, porque havia pessoas que não sabia mesmo o que escrever. E pior, a professora também tinha uma folha, e nós íamos ter de lá escrever fosse bom ou mau aquilo que achávamos. 
 Lá começámos, e eu cada vez mais ansiosa por ler o que me estavam a escrever. Fui a última, já no fim da aula, e por isso ouvi com muita atenção tudo o que tinham escrito às minhas colegas. Foi muito giro ver as reacções.
 Chegou a minha vez e fiquei surpreendida. Apesar de não saber quem escreveu o quê, só tinha coisas óptimas escritas. E há pessoas na turma que não me dou assim tão bem ou simplesmente não meu dou. 
 Mas a pior (melhor) parte chegou depois, quando a Professora teve de ler a folha dela. Eu escrevi-lhe que tinha sido um prazer ser aluna dela, porque foi sem dúvida uma das melhores professoras que já tive. E não menti.
 Há 9 meses atrás não gostava muito dela, porque era rígida e exigente. Porque mudava de humor muito rápido. Mas fui aprendendo a gostar dela, e das aulas dela que este ano tiveram quase sempre 4 horas. 
 E a professora ontem fez-me chorar. Mas como é que é possível? Ela chorou, nós chorámos. E é assim que se percebe quem são os Professores e os professores. 
 Em 15 anos de escolaridade, apenas 3 me fizeram chorar. Por isso, apenas 3 me marcaram realmente. 
 Professora, só lhe posso agradecer as palavras de ontem e assim como nós lhe damos força para continuar, você também nos dá para sermos sempre melhores pessoas e melhores profissionais. 
 Esperamos que daqui a dois anos, ainda leccione na nossa escola, porque queremos voltar a ser suas alunas. Foi um prazer!

Sem comentários :

Enviar um comentário