1º ANO

julho 18, 2014

 É isso mesmo. O meu primeiro ano de faculdade terminou. E eu nem dei pelo tempo passar. Bem diziam as minhas veteranas que o tempo passa a correr e que iríamos ter saudades dos tempos de bicho rapidamente. 
 Dos tempos de bicho eu não tenho saudades, mas sinto que o tempo urge e é impossível fazermos tudo aquilo que queríamos. 
  Posso dizer que este meu primeiro ano, depois de todos os outros desperdiçados, correu lindamente. 
 No 1º semestre passei a tudo, sem nenhum 10 ou 11. Só tive de 12 para cima. E chorei de alegria e felicidade no dia em que recebi a última nota. Fiquei mesmo orgulhosa de mim própria. E pensei que o esforço, valia a pena e compensava.
 E este 2º semestre, que foi um pouco mais difícil para mim, apenas deixei uma cadeira, a matemática (terror).
 No entanto as notas baixaram um pouco, porque eram disciplinas que eu gostava menos e na qual estava menos à vontade. Mas também não houve nenhum 10. 
 Fazendo um balanço deste primeiro ano: mudei de casa no 2º semestre porque não me dei bem com as outras colegas de casa, vinha todos os fins-de-semana a casa, o que fazia com que não lavasse roupa em Beja, nem cozinhasse porque levava sempre tudo de cá. 
 Conheci pessoas que adoro de paixão e outras que nem tanto. Tive o privilégio de conhecer melhor a minha madrinha Andreia, que é simplesmente a melhor madrinha que alguém pode ter. Fazer todas as viagens com ela Beja/Tavira - Tavira/Beja era sempre uma animação, fossem as horas que fossem. Sim, chegámos a ir para Beja às 6h e tal da manha em pleno Inverno com um frio de rachar. 
 Tenho claro, de falar da "minha" Andreia (esta é outra eheh). A minha única amiga (verdadeira) em Beja. Aquela que passa os dias comigo, que estuda comigo, que fez TODOS os trabalhos de grupo comigo, que sofreu comigo, que sabe praticamente tudo de mim. Aquela com quem eu discutia todas as manhãs porque nunca queria ir às aulas, e eu passava-me. Haveria tanta coisa a dizer dela, mas não me vou alongar. 
 Quero também referir a minha turma no geral. Todos nos diziam que não nos íamos dar bem, e que iam haver grupos, que depois não falariam a outros grupos, porque em turmas só de mulheres é assim, e blá blá blá. Nós ouvimos tudo, e conseguimos quebrar a tradição e ser diferentes.
 É claro que há pessoas que gostamos mais que outras, e que existem grupos. Mas todas nos damos com todas, e estamos lá para ajudar quando é preciso. Um exemplo disso, foi quando nos juntámos para oferecer o traje à Marisa, falei disso aqui. A nossa união enquanto turma é maravilhosa. E espero que continuemos assim.
 Tinha muito mais para dizer sobre este meu primeiro ano, mas o texto já vai longo.
 Agora é tempo de descansar, e preparar-me para o segundo ano, que se correr como este, irá dar-me muitas alegrias. 

"Faça aquilo que gosta e não terá de trabalhar um único dia na vida"


 

1 comentário :

  1. É uma fase muito boa da nossa vida!! Aproveita tudo!
    E parabéns pelo teu esforço! :)

    ResponderEliminar