O medo

setembro 26, 2015


Ontem ao telefone com o meu pai ele disse-me que tinha morrido um conhecido dele, com apenas 35 anos de ataque cardíaco. 
Tentei não pensar muito nisso mas é inevitável.
Cada vez é mais frequente isso acontecer sem razão aparente. Pessoas novas, pessoas saudáveis, pessoas desportistas.
A minha mãe nos últimos tempos já perdeu 2 ou 3 amigos dessa forma. Sem explicação.

E é quase impossível eu não começar a chorar com medo que um dia isso aconteça a alguém da minha família.
O meu maior medo, para além de morrer é um dia receber uma chamada a dizerem-me que a minha mãe morreu... Até me dá um nó na garganta. 
É algo que espero mesmo NUNCA me acontecer. Não sei o que faria. Ficaria sem chão...

2 comentários :

  1. Como me identifico com este post... Faz em novembro dois anos que aconteceu um caso desses muito perto de mim (não família felizmente) e desde aí comecei a olhar para a vida de outra maneira e penso nisso TANTAS vezes. De um dia para o outro tudo pode mudar... Custa-me tanto pensar nisto.

    ResponderEliminar
  2. Só de pensar até fico toda arrepiada...

    Vanessa S.
    De Saltos por Lisboa,
    desaltosporlisboa.blogspot.pt

    ResponderEliminar