Beja

fevereiro 22, 2016

 Na Sexta-feira quando estava a fazer a viagem Lisboa/Tavira de carro, senti pela primeira vez saudades de Beja. 6 meses depois de estar em Lisboa senti saudades do passado. Do passado recente.
 Vinha-se a falar de Beja, não me recordo exactamente o quê, mas sei que nos meus pensamentos fui para Beja. 
 Saudades da pacatez de Beja, de ter a vida sempre certinha e saber o que ia fazer, em que dia, das minhas colegas, dos professores e até da escola gelada. 
 Saudades de não ter medo de andar na rua e ser assaltada e de não ter medo de ir para casa sozinha à noite, ou mesmo de vir a casa todos os fins-de-semana. Coisas que em Lisboa acontecem
 Eu sei que fui eu que quis ir para Lisboa e não me arrependo em nada. Mas também posso sentir saudades de algo que passei, de um sítio onde estive mais de dois anos. 
 Sempre quis sair de Beja, nunca o escondi, mas é normal que tudo o que lá vivi (incluindo um namoro de 1 ano) me faça sentir saudades. Beja acolheu-me e eu não me posso queixar da forma que o fez. Foi bom, mas eu queria mais! E foi por isso que a abandonei sem que ninguém tivesse à espera. 

 É bom recordar, eu gosto! As saudades fazem-me crer que valeu a pena e que apesar de lá ter saído não foi tempo perdido. Foi vida, foram momentos.
 Em Lisboa sou muito mais feliz, nota-se no meu sorriso, na minha alegria a contar à minha mãe e aos meus amigos tudo o que lá me acontece. 
 Fiz novos amigos, posso estar mais vezes com amigos antigos que são de lá. Estou numa escola melhor, com um ensino diferente. O blog está a evoluir imenso e posso marcar presença em muito mais coisas. Tenho uma imensidão de oportunidades. 

 Beja foi bom, tenho saudades, trouxe de lá muitos ensinamentos mas Lisboa foi e é o meu sonho. 

Sem comentários :

Enviar um comentário