Ontem fez-se História

julho 11, 2016


 Nem sei como começar este post. Estou desde ontem com tanto para dizer e sem saber como o fazer.
 Não costumo falar de futebol por aqui. Sou Benfiquista desde sempre e serei certamente para sempre. Mas não vibro com o Benfica como vibro com a selecção.

 Vivi o Euro 2004 de forma muito atenta. Tinha 12 anos. Não percebia muito. Mas vi todos os jogos em ecrãs gigantes, vestida com a bandeira nacional. Ri, chorei e saltei muito de alegria. E na final, de tristeza também. 

 Este Euro 2016, 12 anos depois vivi-o de uma outra forma. Mais adulta. A perceber qualquer coisinha de futebol. Não falhei outra vez jogo nenhum. Preferi ver os jogos todos em casa. 

 Confesso que desacreditei muitas vezes neste campeonato. Quando Fernando Santos disse que só voltaria dia 11, não fui das que gozou, mas fui daquelas que se calou e esperou para ver o que ia acontecer. 

 Ele acreditou, e só voltou mesmo dia 11 de Julho. Com a Taça. Com a primeira Taça, o primeiro campeonato Europeu ganho por Portugal. Devia ser nosso desde 2004. Mas não teve de ser assim, é hoje, e pelo menos mais 4 anos. 

 Chorei ontem e tenho passado o dia a choramingar. Porquê? Porque nunca vi Portugal assim. Ontem saí para a rua. Ontem dei 'fives' a pessoas que não conhecia, que nunca tinha visto e que provavelmente nunca mais voltarei a ver. Ontem sorri com orgulho a toda a gente. Gritei por Portugal. Ontem fui portuguesa e não do Benfica. E foi lindo ver que por Portugal não há cá clubismos. Somos todos portugueses e estávamos ali a cantar numa só voz, cheios de orgulho por mais uma vez (a primeira no futebol) termos levado o nome de Portugal para o mundo. 

 O Cri Cri, como lhe chamo sempre, disse: 'Sonhar é grátis'. Se não ganharmos que se foda. E não é que é mesmo? E que ganhámos? Ganhámos sem jogo sujo, sempre com a nossa tão característica humildade. A sonhar alto mas sem grandes expectativas. Fomos fazendo o nosso caminho, jogo após
 jogo. E hoje, podemos dizer que SOMOS CAMPEÕES DA EUROPAAAAA!!!

 O jogo de ontem não foi fácil, entrámos no jogo já como derrotados. Era o que todos diziam e os que não diziam, pensavam. Aquele golpe baixo no Ronaldo foi algo que não esperávamos. Ele ficou mais triste que qualquer outro por não poder jogar a final da sua vida. Aquela traça que lhe pousou no rosto, dizem ser alguém, talvez o pai, para lhe dar força e coragem. Não sei se foi isso. Sei sim que ele com muita pena de não jogar, não desistiu, passou essa força aos colegas. Ele acreditou. Nós nem tanto, porque achamos sempre que o Ronaldo resolve. Mas não foi preciso, porque a nossa selecção não se faz só do Ronaldo. Faz-se de mais 22. 22 grandes jogadores. 22 heróis do mar. E ontem, tivemos o Éder a resolver. Praticamente não jogou neste campeonato. Mas ontem aquele que era o patinho feio, entrou, marcou e fez de nós campeões. Quem diria? A vida é assim. Inesperada. 

 Tenho tanto mais para dizer, mas o texto já vai longo. Hoje vou festejar. Hoje vou distribuir sorrisos. Hoje vou simplesmente, ser portuguesa!!!

 OBRIGADA MENINOS. Nós somos Nação Valente, Imortal. E vocês levantaram hoje de novo, o esplendor de Portugal <3



1 comentário :

  1. Realmente um orgulho em ser portuguesa! Também gosto de ver Portugal assim, mais unido, como um só :) Beijinho*

    www.littleoneoblog.wordpress.com

    ResponderEliminar