Um dia encontrar-nos-emos

agosto 01, 2016


Hoje há mais uma estrela no céu.
Agosto tinha tudo para ser um bom mês. Mas começou mal para mim.
Esta manhã tive a notícia de que um dos meus tios avós tinha ido para o céu.

A minha mãe disse-me: O meu padrinho já descansou para sempre

Não estava de todo à espera. Caiu-me mal. 
Estava num sítio onde não deveria chorar mas as lágrimas caíram-me sem que conseguisse controlar.
Disse-lhe: Nãooo! Porquê? Quando? 
Uma mão cheia de perguntas sem resposta.

Quero acreditar que ele está melhor agora. E que morreu a lembrar-se de quem eu era.
A última vez que nos vimos ele lembrava-se de mim. Do meu nome. Da minha idade. Do meu dia de aniversário. E ainda me disse que se lembrava de mim em criança a brincar com as netas dele, minhas primas.

Aqui tem uma sobrinha neta que nunca se irá esquecer de si.

Tio, que um dia nos voltemos a encontrar, seja lá onde for. Descanse em paz!

1 comentário :